iii festival

processo em cena

2018

30 horas de dramaturgia, 30 horas de corpo, 40 horas de montagem. 

"Entrar dentro em si e encontrar o mundo inteiro. A vida em um instante. Uma pesquisa individual, mas nunca sozinha. Nunca. A liberdade vem depois. Seria mais fácil se não fosse comigo. Enfrentar-se. Re-existir a partir de mim, do outro, da minha criação. O 3° Processo em Cena surge com a escolha do momento já, bom ou ruim, não importa. O foco é a existência, ou o que ainda nos resta dela. O que resta de nós. Enfrentar 18 dias com mais de 100 horas de trabalho coletivo, em sala de ensaio. Passar por mim e pelo outro. Ser atravessado. Primeiro enlouquecer, depois escrever e tornar a loucura palpável. Palpável. Talvez essa esteja sendo a maior busca desse processo. Depois de escrever no papel, escrever em mim, no meu corpo, a minha loucura, tornar palpável em mim, me tornar palpável. Choros, resistências, risadas, muitas risadas, dúvidas, medo, experimentar tudo e nunca qualquer coisa. Qualquer coisa não serve pra nada. É preciso passar por tudo que me atravessa para eu poder escolher, experimentar, escolher, afinar, assumir, deixar perfeito. Nunca vai estar, não sei nem porque eu insisto, rs. Palavras a partir de mim... Colocar palavras em mim. Existir com palavras, ou sem palavras. Ir além de mim. Todo processo é desafiador, é preciso ter coragem, é preciso ter fome. Em todos os instantes. Se jogar no abismo.", diretora do III PEC, Ligia Prieto.

GRUPO CASA - COLETIVO DE ARTISTAS

CNPJ  23.679.571/0001-08